segunda-feira, 30 de março de 2009

Jacaré Iemanjá




Anote a receita:
Comece falando que o grupo chegou
Trate o povo como um cão labrador
Mencione a Bahia e o sol de Salvador
E conclua que o que passou, passou

Vem comigo!
Insira um clichê sobre o amor
E outro sobre a solidão
Levante as mãos,
Comece a pular,
Pois lá vem o refrão
Trazendo sexo, animais e orixás

Jacaré, Iemanjá
Sessenta e nove,
Onça pintada, vatapá
Felação, Maracujá
Repete tudo mais cem vezes pra acabar

Vamu lá!
Jacaré, Iemanjá
É frango assado, oxumarê, ayatolá
Exú, vaca, piranha
E mostre que você é bom de requebrar

Palminha pra cima!
Vai!
Vamu lá!
E depois retome o tema inicial
Dica que já começou o bacanal
Faça o merchan do DVD que lançou
E lembre que vai preso
Quem compra de camelô

Promova o sexo casual
Hummm, dizendo que Deus manda dar
E entre em ação
Comece a beijar
Lá vem o refrão
Com bem mais sexo,
Animais e orixás

Jacaré, Iemanjá
Peri, Ceci, Cacilda Becker, Macapá
Aqui beija, Ali Babá
E agora pede pra todo Brasil cantar

Vamu lá
Jacajá, Iemaré
Paca, Tatu, Coito, Cotia, Candomblé
Je me vrie ne plus Domecq
E faz um reggae misturado com Axé
Vamos cantar este reggae, este reggae, este reggae
Jacaré não é legal
Passa uma goma, tá queimando desigual
Põe um Bob pra tocar
E passa a bola que a roda é para cá

Tira-tira-tira-tira o pé do chão!
Jacaré, Iemanjá
Já tá chegando a hora de se terminar
Mas antes de descansar
Repete tudo mais cem vezes pra acabar

Vamu lá!
Jacaré, Iemanjá

Só mais 99 vezes pra acabar

Jacaré, Iemanjá

São só 98 vezes pra acabar
(e vai na contagem regressiva até acabar o Carnaval)

Entre a Ciencia e a Sapiencia - Rubem Alves


Outra obra de bom velhinho, relacionando o saber cientifico e o senso comum apresenta pontes, semelhanças e diferenças entre estes dois lados do conhecimento, sempre com analogias que vão desde a gastronomia, aos pescadores, passando por arquitetos e jogadores de xadrez. Será que o educador do século XXI, tem claro seu papel no esclacimento da ciencia em suas diferentes formas, pois afinal, o que é científico?


Inté mais vê

Rogério Wong

sábado, 28 de março de 2009

The Times They Are A-changin - Bob Dylan


OS TEMPOS, ELES ESTÃO MUDANDO:

Venha se reunir povo por onde quer que andem
E admitam que as águas que nos cerca se elevaram
Aceitando isto
Logo estaremos ensopados até os ossos
Se o tempo para você vale salvar
Então é melhor começar a nadar
Ou você afundará como uma pedra
Pois os tempos, eles estão mudando

Venham escritores e críticos
Que profetizam com suas canetas
E mantenham os olhos abertos
Que a chance não se repita
E não fale cedo demais pois a roda continua girando
E não há como saber quem será nomeado
Pois o perdedor de agora
Estará mais tarde a ganhar
Pois os tempos, eles estão mudando

Venham senadores, congressistas, respondam ao chamado
Não aglomere na porta, não congestione o corredor
Pois aquele que se machuca será aquele que atravanca
Existe uma batalha lá fora urrando
Logo ela estará sacudindo suas janelas
E tremendo suas paredes
Pois os tempos, eles estão mudando

Venham mães e pais por toda a terra
E não critiquem o que não consegues compreender
Seus filhos e filhas
Estão além de seu comando
Sua velha estrada está rapidamente deteriorando
Por favor saia da nova
Se você não pode contribuir
Pois os tempos, eles estão mudando

A linha foi traçada, a maldição foi praguejada
O lento agora mais tarde será veloz
E o presente agora mais tarde será passado
A ordem rapidamente se desbota
E o primeiro agora
Mais tarde será o último
Pois os tempos, eles estão mudando.



The Times They Are A-changin
Come gather 'round people
Wherever you roam
And admit that the waters
Around you have grown
And accept it that soon
You'll be drenched to the bone.
If your time to you
Is worth savin'
Then you better start swimmin'
Or you'll sink like a stone
For the times they are a-changin'.

Come writers and critics
Who prophesize with your pen
And keep your eyes wide
The chance won't come again
And don't speak too soon
For the wheel's still in spin
And there's no tellin' who
That it's namin'.
For the loser now
Will be later to win
For the times they are a-changin'.

Come senators, congressmen
Please heed the call
Don't stand in the doorway
Don't block up the hall
For he that gets hurt
Will be he who has stalled
There's a battle outside
And it is ragin'.
It'll soon shake your windows
And rattle your walls
For the times they are a-changin'.

Come mothers and fathers
Throughout the land
And don't criticize
What you can't understand
Your sons and your daughters
Are beyond your command
Your old road is
Rapidly agin(g)'.
Please get out of the new one
If you can't lend your hand
For the times they are a-changin'.

The line it is drawn
The curse it is cast
The slow one now
Will later be fast
As the present now
Will later be past
The order is
Rapidly fadin'.
And the first one now
Will later be last
For the times they are a-changin'.

terça-feira, 24 de março de 2009

Rios

A princípio são pequenos, mas no seu percurso fazem-se mais fortes e profundos, e uma vez que tenham começado, já não têm volta. Assim sucede com os rios, os anos e as amizades.”

Antigo versículo sânscrito

Inté mais vê. Rogério Wong.

segunda-feira, 23 de março de 2009

Curta no Blog - Barbosa

"Barbosa" (1988)

Direção de Ana Luiza Azevedo e Jorge Furtado - 13 min



Clique
aqui para ver o curta

Rapaz volta a 16 de julho de 1950 para tentar evitar a falha do goleiro Barbosa, que tirou a Copa do Mundo de Futebol do Brasil em plena inauguração do estádio do Maracanã.



Inté mais vê
Rogério Wong

domingo, 22 de março de 2009

Watchmen

Quis custodiet ipsos custodes

Ontem, junto com a Jean, fui assistir Watchmen no cinema, e estou quase sem palavras, a adaptação está fantastica. Todo ar dos quadrinhos de Alan Moore está presente, desde as falas às cores dos cenários e interpretação dos personagens. Posso dizer que dá assunto "pra mais de ano" falar desse filme, cada cena, a história em si, as histórias secundárias, toda complexidade está presente no filme.
Bom para não enrolar deixo os dois links que encontrei na rede e
que valem a pena.

Uma visão geral da obra em: wikipedia (é só clicar);

Uma visão ocultista em: Teoria da Conspiração (é só clicar);

Assistam, são quase três horas de duração, vamos debater...

Inté mais vê Rogério Wong

sexta-feira, 20 de março de 2009

Faça uma lista...



A Lista

Oswaldo Montenegro

Composição: Oswaldo Montenegro

Faça uma lista de grandes amigos
Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia
Quantos você já não encontra mais...
Faça uma lista dos sonhos que tinha
Quantos você desistiu de sonhar!
Quantos amores jurados pra sempre
Quantos você conseguiu preservar...
Onde você ainda se reconhece
Na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria
Quantos amigos você jogou fora?
Quantos mistérios que você sondava
Quantos você conseguiu entender?
Quantos segredos que você guardava
Hoje são bobos ninguém quer saber?
Quantas mentiras você condenava?
Quantas você teve que cometer?
Quantos defeitos sanados com o tempo
Eram o melhor que havia em você?
Quantas canções que você não cantava
Hoje assobia pra sobreviver?
Quantas pessoas que você amava
Hoje acredita que amam você?

Inté mais vê.

quarta-feira, 18 de março de 2009

Imagens que educam


Pestallozi com órfãos em Stans

Inté mais Rogério Wong

terça-feira, 17 de março de 2009

Para todos os dias...


"Programa para hoje expirar, inspirar, expirar."
Buda

segunda-feira, 16 de março de 2009

Juramento 6

Não leia sem ler Juramento 1

Jurar sempre uma dificuldade para mim, o fato de não ter uma formação religiosa contribuiu para isso.
De qualquer maneira, vou tentar expor momentos da faculdade que talvez tenham a ver com a minha prática e que corresponderão às promessas comumente feitas em momentos como este.
Quero que a aula seja igual ao “espetinho” e ao Maxim, sempre que lá estivemos, fizemos trocas, rimos e saímos sempre revigorados com a vontade de voltar.
Quero que o conteúdo seja como o primeiro ano de faculdade sempre uma novidade, sempre um novo debate, sempre um conceito novo, sempre uma expectativa.
Quero ter alguém na equipe como a Maria Cristina, com domínio sobre as práticas, acreditando no potencial de ser professor e sabendo lidar com a hierarquia e filosofia de cada local que atua.
Quero ter um companheiro professor como a Irene que explode em vontade de mudar, que não tem medo de expor sua visão política e que conhece caminhos e os domina como poucos.
Quero trabalhar com pessoas iguais a Belinha, a Lú, a Déia, que apesar de serem diferentes entre si não mediram esforços para dar o máximo para aprender. Sei que são competentes profissionais.
Quero ter a calma da Ana Fátima, a filosofia do Tadeu, o humor da Rita, o conhecimento da Fabiana, o jeitinho da Deborah, o modo despreocupado da Flávia e ter a afinação de que só a Josy e Ana Lucia têm.
Quero sempre poder realizar trabalhos em grupo, se todos forem como o de cinema, em que fizemos um teatro de sombras, será ótimo, divertido, instrutivo e inesquecível. Quero apresentar banners, quero expô-los!!!
Quero viver muito da faculdade novamente em minha pratica, sei que as coisas serão diferentes, mas muitas poderiam ser parecidas pelo menos.
Com a promessa de continuar vivendo e produzindo lembranças inesquecíveis, eu juro ser pedagogo.
Obrigado

Juramento 5

Não leia antes de ler Juramento 1

Prometo ser educador sempre, para isso prometo ler durante pelo menos quatro horas por semana, livros, materiais, artigos e textos sobre educação.
Prometo envolver-me com atividades de educação continuada e ações que promovam uma educação que leve a transformação. Prometo não aceitar regras impostas, mas valer-me-ei dos mecanismos legais para que as mudanças ocorram.
Prometo participar das discussões de políticas públicas que envolvam educação. Prometo ser coerente com o discurso e não cometerei atos que prejudiquem o mundo. Prometo aprender aquilo que não aprendi nos anos de faculdade. Prometo ser referência no meu local de trabalho construindo novas pontes para que a educação de concretize.
Prometo ter responsabilidade e ética, não ouvirão mais bobagens saindo da minha boca, a argumentação e o conhecimento serão as bases do meu discurso. Prometo confrontar-me contra aqueles que prejudicarem o direito a uma educação de qualidade. Não medirei esforços para que outros cumpram estas mesmas promessas.
Assim eu prometo. Obrigado.

Juramento 4

Não leia sem ler Juramento 1

Juramento

Prometo fazer uma educação de merda. Afinal não aprendi nada nesta porra de faculdade. Que caralho fiz para merecer isso, paguei durante estes anos todos e não aprendi merda nenhuma.

Vou chegar numa porra de escola, encarar fedelhos bastardos, agüentar uma diretora filha de uma puta e farei bosta. Prometo mandar todos tomarem no cú, os professores se fuderem e os outros que vão à merda.
Prometo ser um tremendo filho duma puta, falar mal dos meus companheiros, meter a vara nos professores, achincalhar todo sistema escolar e ainda falar que ganho pouco. Afinal que porra dá pra fazer com esta merda de salário.
Não estudei porra nenhuma na faculdade mesmo, pra que jurar, eu quero que todo mundo se foda, vou aproveitar a vida.
Prometo avacalhar geral, sabe fazer qualquer coisa mesmo e dizer que estou ensinando, afinal o sistema educacional está uma merda mesmo. Pra que se esforçar?
Juro que mandarei todos os meus alunos tomarem no cú, afinal eles já são uns merdas mesmo, pra que estimulá-los se já nasceram filhos da puta, temos que aceitar isto.
Por fim prometo não me esforçar nem um pouco pra melhorar, afinal essa merda de educação tá fudida mesmo. Obrigado.

Juramento 3

Não leia sem ler Juramento 1

Juramento

Poderia gastar estes dois minutos dizendo prometo isto ou prometo aquilo, mas sabem prefiro pensar nos anos que se passaram. Será que estivemos comprometidos com os estudos? O que aprendemos afinal? Do que adiantaria jurar aqui frente a todos se nada aprendi, mas pensando bem algo devo ter aprendido e é isto que levarei comigo, o que deveria suficiente. Se não o é, comprometo-me em continuar estudando, utilizar dos recursos que disponho para ser um educador melhor do que sou hoje.

Que este momento sirva para nos analisarmos e que sejamos francos o suficiente para enxergarmos nossos pontos positivos e negativos. Ser pedagogo é ser especialista na arte da educação, é ter coragem de querer e ser a mudança, é agir com responsabilidade e coerência, entendo os mecanismos complexos que envolvem a educação e os diferentes métodos de ação.

Comprometo-me com uma educação que mude este mundo, que faça a diferença e acima de tudo preserve a vida em tudas as suas formas, talvez aí subtenda-se meu juramento e caso não o cumpra, que a vergonha me faça companhia.

Sei que não foi um juramento convencional, mas assim o somos, carregando um conhecimento passado para gerarmos um conhecimento futuro.

Por todos que aqui estão e pelos que não estão me responsabilizo pela mudança. Assim eu prometo.

Juramento 2

Não leia antes de ler Juramento 1

Juramento


Jurar está relacionado com prometer, ou seja comprometer-se com algo a ser realizado com afinco.

Neste sentido penso que podemos utilizar este momento para refletirmos sobre com o que podemos nos comprometer. Assim proponho que todos pensem que enquanto educadores, qual mundo desejamos, quais são nossas capacidades e quais são nossas limitações, afinal o que podemos realizar. Pensem que assim que termine esta cerimônia, que sairemos daqui com o compromisso de sermos educadores, educadores ao atravessar a rua, ao entrar num banco, ao subir num ônibus, ao ver um morador de rua, ao apreciar o céu, ir a praia, ir ao cinema, ao conversar com outras pessoas.

Ser educador está muito além de transmitir conhecimentos, de renovar valores ou mesmo de ser professor, ser educador é estar comprometido com a mudança, com a sabedoria, com a garantia do direito de poder sonhar e viver a transformação que cada descoberta nos faz.

Prometer fora do contexto é somente uma palavra, o significado dela é está no caminho que percorreremos, poderíamos todos aqui e agora jurarmos, mas até quando isto duraria, até o primeiro copo da festa mais tarde ou quem sabe até o primeiro dia de trabalho. Sabe temos que ser coerentes, aqueles que estão ao nosso lado agora somente acreditarão em nós se assim o fomos.

Não faremos promessas ou juras, simplesmente nos olharemos e nos abraçaremos, fazendo deste momento um momento de felicidade e liberdade. E que este momento fique perpetuado em nossas práticas.

Assim eu me comprometo. Obrigado


Juramento 1

Olá todos.

Como alguns sabem fui escolhido para ser o juramentista da turma, na colação de grau a ser realizada em data próxima.
Como tarefa tive que produzir um pequeno texto de no máximo 2 minutos. Bom foi meio dificil, mas preparei algumas versões e gostaria vocês olhassem e que qualquer um que veja, comente e assim espero definir o texto final, tenho até sexta 20/03 para definir.

Não se preocupem irei publicarei todos.Não esqueçam de comentar
Inté mais vê

Rogério Wong

Nessum Dorma




E saber que muitos como ele nunca serão ouvidos...

Inté mais

domingo, 15 de março de 2009

Merchan - Nada como uma Coxinha

Olá todos, todos sabem que a crise mundial está atingindo a todos e tentando ajudar, minha mãe voltou a fazer salgados, para quem não a conhece ela se chama Raquel e produz salgados há mais de trinta anos.

Bom nos ultimos tempos ela se especializou em salgados vegetarianos, isso mesmo, você vegetariano que há anos não come um risoli ou uma coxinha, agora pode experimentar a verdadeira coxinha de carne de soja.

Em tamanho normal sai R$1,25 cru e R$1,50 frito.

Também fornecemos Pérola de Queijo ( bolinha de queijo só que muio mais caprichada, quem gosta de orégano pode pedir bem caprichada que o queijo dentro fica até esverdeado).
E a velha coxinha de frango, só que com recheio úmido, o que é isso?, peça e confira.

Além disso também fazemos em tamanho menor para festas.
Pedido mínimo 15 unidades.
Ligue e faça seu pedido. Fornecemos para residências, lanchonetes, padarias, ambulantes, etc..
Entregamos para Santos, São Vicente e Praia Grande.

Tels:3567 - 2395/ 97331519 - Falar com Raquel ou Luíz

Temperatura...

"A atividade vence o frio. A quietude vence o calor"

Lao Tse século VI a.C.

sexta-feira, 13 de março de 2009

Aqui estamos...

"Todos estamos de visita neste momento e lugar. Só estamos de passagem. Viemos observar, aprender, crescer, amar e voltar para casa."

Dito aborígene australiano


terça-feira, 10 de março de 2009

Do fundo do mar..


Adolescentes que comem peixe são mais inteligentes, afirma estudo.

Comer peixe favorece a inteligência, concluiu um estudo sueco publicado nesta segunda-feira (9). Segundo o levantamento, os adolescentes que consomem o prato têm coeficiente intelectual (QI) mais alto. "Descobrimos uma relação clara entre o comer peixe com frequência e os índices elevados" de QI em adolescentes, disse em comunicado Kjell Torén, que realizou o estudo para o hospital universitário Sahlgrenska, de Goteborg, na Suécia. A pesquisa analisou o QI e as capacidades de expressão e orientação espacial de 3.972 suecos de 15 anos em 2000, que foram comparados três anos depois, no exame médico de convocação para o serviço militar. Os rapazes que em 2000 comiam peixe pelo menos uma vez por semana tinham pontuação 7% mais elevada em seus testes de QI realizados três anos mais tarde. Mas os que comiam peixe mais de uma vez por semana registravam pontuação 12% mais elevada que a média. "Há uma correlação clara entre o consumo regular de peixe aos 15 anos e maiores possibilidades intelectuais aos 18", concluiu Maria Aaberg, coautora do estudo, citada no comunicado. Em termos de capacidades de expressão, os jovens de 18 anos que comiam peixe uma vez por semana aos 15 anos apresentaram resultados 4% melhores que a média; esse percentual subiu para 9% para os que consumiam peixe mais de uma vez por semana. Em relação à percepção espacial, os índices foram de 7 e 11%, respectivamente. O peixe é uma fonte de ômega-3, ou seja, de ácidos graxos, que já tiveram demonstrada sua importância para o desenvolvimento e o funcionamento do cérebro. Alguns estudos também mostraram que comer peixe durante a gravidez favorece o desenvolvimento intelectual do feto, assim como retarda a decadência dos neurônios nos idosos. da France Presse, em Estocolmo. Retirado de Folha Online

Agora eu pergunto será que as "nossas" escolas, sejam elas publicas ou particulares, comunitarias ou sectarias, ricas ou pobres, do sudeste ou do nordeste, estão servindo peixe em suas refeições???
Inté mais Rogério Wong

domingo, 8 de março de 2009

Escola

“Quem tem muito pouco, ou quase nada, merece que a escola lhe abra horizontes”

Emilia Ferreiro

sábado, 7 de março de 2009

Curta no Blog

BMW Vermelho - 2000 (19 min)

Direção: Edu Ramos e Reinaldo Pinheiro





Clique aqui para ver o curta


Inté mais vê
Rogério Wong

Porta Curtas Petrobras

Olá todos através do blog amigo CArlitos: Futuro Jornalista, ficamos conhecendo a proposta do "Porta Curta Petrobras" e hoje somos parte da comunidade de exibidores de curta-metragens nacionais. A cada 15 dias um novo curta será publicado, propondo sempre o estimulo a produção e reflexão sobre este tipo de comunicação

Espero que todos curtam a novidade e logo teremos o primeiro filme

Inté mais vê
Rogério Wong

sexta-feira, 6 de março de 2009

Reencanto

" A escola precisa ser reencantada, encontrar motivos para que o aluno vá para os bancos escolares com satisfação, alegria. Existem escolas esperançosas, com gente animada, mas existe um mal-estar geral na maioria delas. Não acredito que isso seja trágico. Essa insatisfação deve ser aproveitada para se dar um salto. Se o mal-estar for trabalhado, ele permite um avanço. Se for aceito como uma fatalidade, ele torna a escola um peso morto na história, que arrasta as pessoas e as impede de sonhar, pensar e criar".

Moacir Gadotti

terça-feira, 3 de março de 2009

Mais uma do bom velhinho

Flutuando no Mar

"Não basta saber ler para ler poesia. Ler poesia é uma arte. Exige que o leitor se coloque numa posição especial de alma. O segredo da poesia está na música da leitura. Mais do que uma arte: é um ato de bruxedo. O leitor invoca um mistério que se encontra nos interstícios das palavras do poeta. Essas palavras estão dentro dele mesmo. O poema faz-me ouvir um poema que está dentro de mim. Esse poema que está dentro de mim é um pedaço de mim."
"Você já experimentou ficar boiando no mar? O corpo todo solto, sem fazer nada, nenhum movimento, subindo e descendo ao sabor das ondas? Pois é assim que se lê poesia: flutuando ao sabor das palavras, sem pressa, em voz alta, poesia é música." "São falas do coração. Por favor: não tente entender. Música não é para ser entendida. é para ser ouvida. Poesia não é para ser entendida. É para ser lida em voz alta" Rubem Alves


Copiado de A Casa do Rubem Alves

Inté mais Rogério

segunda-feira, 2 de março de 2009

Identidade

Identidade dirigido por Fernando Meireles como parte da campanha "Os 7 Valores" - do Banco do Brasil


Inté mais

Cristovam Buarque

"Todas as crianças precisam ter a mesma chance. Elas não podem ser discriminadas só porque nasceram em uma cidade muito pequena ou porque os pais são pobres e vivem em uma área de periferia. Elas devem ter a chance de estudar em escolas que são iguais às melhores escolas do país. Todas as escolas devem ter o mesmo padrão. Todos os professores e professoras devem ser formados(as) em universidades e cursos com a mesma qualidade. Isso é possível. Se você vai em uma agência do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica Federal, em qualquer cidade do Brasil, o padrão de atendimento e de serviço é o mesmo; são instituições que mostram que o Estado brasileiro tem capacidade de gerar organizações que funcionam. Assim deveria ser também com as escolas. Professores e professoras bem remunerados(as), com meios de trabalho e ambiente adequados. Livros, currículo, computadores, tudo para ajudar a ter o mesmo padrão e a formar as crianças oferecendo-lhes a mesma chance. Os(as) professores(as) devem ter seus salários pagos pelo governo federal, seguindo um plano nacional de educação de qualidade e a escola gerenciada pela prefeitura e pela comunidade, aberta à participação dos pais, das mães e de toda a comunidade." Cristovam Buarque, em debate no plenário do Senado Federal, 10/8/2007

Inté mais

Onde você guarda o sal?

O velho Mestre pediu a um jovem triste que colocasse uma mão cheia de sal em um copo d ' água e bebesse.
- Qual é o gosto? - perguntou o Mestre.
Ruim - disse o aprendiz.

O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e levasse a um lago. Os dois caminharam em silêncio e o jovem jogou o sal no lago. Então o velho disse:

- Beba um pouco dessa água.
Enquanto a água escorria do queixo do jovem o Mestre perguntou:

- Qual é o gosto?
- Bom! disse o rapaz.
- Você sente o gosto do sal? perguntou o Mestre.
- Não... -disse o jovem.


O Mestre então, sentou ao lado do jovem, pegou em suas mãos e disse:

- A dor na vida de uma pessoa não muda. Mas o sabor da dor depende de onde a colocamos. Quando você sentir dor, a única coisa que você deve fazer é aumentar o sentido de tudo o que está a sua volta. É dar mais valor ao que você tem do que ao que você perdeu. Em outras palavras: É deixar de Ser copo para tornar-se um Lago.

Autor desconhecido,recebi através da minha amiga Luciana Alongi
Inté Mais Rogério Wong

Cursinho Gratuito

Olá pessoal.

A galera da Unesp São Vicente está oferecendo cursinho gratuito, bastando passar pelo processo seletivo.


Segue uma breve apresentação:

O “Cursinho Pré-Vestibular Comunitário Caiçara” é uma iniciativa dos alunos da UNESP Campus Experimental do Litoral Paulista, em São Vicente, que surgiu em Março de 2006. Apoiado pelo Centro Acadêmico Içara, pela Coordenadoria Executiva e por professores e funcionários do Campus o projeto tem como objetivo dar um melhor preparo aos alunos que cursam ou cursaram o Ensino Médio em escola pública para ingressarem em uma universidade.

O conteúdo e a qualidade do curso dão base ao aluno para prestar qualquer tipo de curso em qualquer faculdade. Desde o primeiro ano os alunos do cursinho mostraram aproveitamento das aulas e foram aprovados em faculdade públicas e particulares.


As inscrições vão até 06 de março, ajudem a divulgar. Para ler mais clique aqui


Inté mais vê