sexta-feira, 17 de abril de 2009

Dalai Lama..

"Uma árvore em flor fica despida no outono. A beleza transforma-se em feiúra, a juventude em velhice e o erro em virtude. Nada fica sempre igual e nada existe realmente. Portanto, as aparências e o vazio existem simultaneamente"

Dalai Lama

Um comentário:

Guilherme disse...

A permanência do impermanente!